Caixa Arquetípica Alice - Série Contos de Fadas

Caixa Arquetípica Alice - Série Contos de Fadas

SKU: SRCRALICE

A abordagem arquetípica da Série Contos de Fada” abre um portal para lidarmos com nossos medos, sombras e despertar novas possibilidades.

(Cada Caixa é única, construída para cada pessoa, com seus detalhes e particularidades.)
 

• ALICE é uma menina dócil, jovem, vestida com cores claras e modelos campestres, às vezes até com o avental da pureza, passeando por um mundo encantado, com as mãozinhas para trás em sinal de boa educação, entre animaizinhos que falam.

Tudo sugere algo da mais pueril natureza. No entanto, estamos adentrando aos portais inferiores de uma das histórias mais surrreais já contadas para crianças.

Alice desce no mundo underground do subconsciente e ali encontra personagens que representam as imagens do seu subconsciente. Alice cai. O mundo novo está abaixo. Este descer é a história natural do ser humano, sua eterna relação com os instintos.

Sem essa comunicação, essa experiência, não há maturidade, nem alquimia interior. Uma boa maneira de interpretar tanto sonhos, como contos de fadas e histórias recheadas de arquétipos como essa é considerar que cada personagem é um aspecto de nosso ser.

Temos a vilã implacável, Rainha de Copas, a Lagarta querida Lagarta Azul, fumando seu nargilé sobre um cogumelo, um símbolo explicito do lisérgico. Isso sem falar no comportamento do Chapeleiro Maluco, que chá Earl Grey não deve ter tomado para ter o nome que tem.

 

No País das Maravilhas conhece o Chapeleiro Maluco, que pode tanto ser seu aspecto masculino e criativo (como um mago interno ou seu animus) e o Gato de Cheshire é solitário e está à vontade no mundo transcendental. Ele é um reflexo da própria dualidade de Alice.

Portais de passagem levam a redescobrir a realidade e em geral um animalzinho amigo acompanha os aventureiros. São conhecidos como psicopompos, (guias da alma) e atuam como intermediários entre o mundo real e a abertura ao mundo da transcendência. São os únicos que também podem estar nos dois mundos distintos. Alice tem O Coelho Branco. E ele tem pressa!

Uma vez dentro do novo universo, toda uma fauna antropomorfizada lhe espera, cada um com sua idiossincrasia e consequentes significações psicológicas.A presença de tantos animais sugere a natureza primitiva e instintiva do inconsciente.Alice, ainda que de maneira insólita, busca algo além, algo que a transforme.

O início é ingênuo e ela nem imagina o que a espera.Um mundo caleidoscópico e caótico, onde o tempo passa raro e a vida não é linear. Um universo onde o intelecto é incapaz de dominar. Definitivamente, uma saga em direção à aceitação do sobrenatural.

Ali, ela enfrentará profundamente seus maiores medos, para no fim, encontrar a ela mesma, em plenitude. Porque é chavão, mas é verdade: só aquele que conhece a si próprio está apto a encontrar seu caminho verdadeiro no mundo real.
 

    R$ 680,00Preço